Número total de visualizações de página

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

dor funda

Quando se quer adormecer
assim
uma dor tão funda -
adormecer, sim,
uma dor
que se sabe sem fuga.
Quando se tem de adormecer
assim
uma dor tão funda,
nasce um génio....
Há um génio,
mais génio ainda,
quando a dor é da infância,
quando se tem de matar
a dor
com ininterrupto trabalho,
com invenção cor-de-rosa
e urgência criativa
de lá,
do berço.
Quando se adormece
assim
uma dor tão funda,
o génio não dorme,
o génio cala as noites
ao maquiá-las de dia,
o génio é indomesticável.
Percebes agora
por que nunca me derrotarás?
Há uma dor
bem funda
a ser embalada no meu colo.

Conceição Sousa

Sem comentários:

Enviar um comentário