Número total de visualizações de página

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

necessidade

Sempre desencadeei desafios por necessidade ( extrema necessidade) e nunca por competição;
Sempre dei o melhor de mim em tudo na vida, mesmo na tarefa mais simples, por curiosidade, mera curiosidade de saber até onde me levaria este eu no seu melhor.
E por fragilidade, por ter consciência de que acabo.
E por ignorância, por desconhecer a data do meu fim "Pode ser já daqui a segundos, por isso é melhor que dê o meu tudo!"
E por amor " É melhor que dê o meu tudo e já, pois quem eu amo e fica vai ficar mais protegido, vai ver que dei sempre o meu tudo e, por amor a mim, vai dar o seu tudo a si também."
Onde é que entra a inveja nisto? Não entra. Aprende, se quiser, a esvaziar-se e a deixar espaço para o amor.

Conceição Sousa

Sem comentários:

Enviar um comentário