Número total de visualizações de página

quarta-feira, 10 de julho de 2013

48* combater

Combater é torcer os nossos próprios fantasmas, amestrá-los e dizer-lhes:
"Não, não vais cobrir a minha escuridão com esse lençol branco.
Não, não vais aprisionar o meu medo com um sorriso de falsa luz.
É assim que o sol tem de me ver, negra.
E, embora qualquer buraco seja mais confortável
e todo o fundo se pareça comigo,
é na direcção do que arde que teimo em caminhar.
Se arde, se consome, é porque traz vida.
"Venha ela! Ou melhor, vou-me a ela!"
Combater e querer viver
é andar no sentido exactamente avesso ao que te é mais confortável,
é querer conhecer-te em todos os ângulos e posições imagináveis.
Tremo, mas concretizo.
Há um olhar em declive que me causa a vertigem
na escala do meu auto-conhecimento.
E eu temo, mas salto.
Salto sempre: e plano.

(Conceição Sousa)

Sem comentários:

Enviar um comentário