Número total de visualizações de página

sábado, 25 de maio de 2013

cãibra

era a quente o toque
do rosto com a perna
da coxa com a boca,
era a calor o sopro
do silêncio com a língua
do palato com o fumo,
era a ardência o sal
da lágrima com o músculo
do gemido com o suor,
era a infinito o abraço
do inverno com a pele
da flor com o estio
do ventre ao outono
da primavera ao arrepio.
era a que não se diz a perguntar
e o ausente de corpo a responder.
sim, somos, nós.
a cãibra.

(Conceição Sousa)
 
+

Sem comentários:

Enviar um comentário